Axl recusou US$ 50 mil para deixar o Guns no início da carreira, diz produtor

Foto: Izzy, Axl e Slash durante um dos primeiros shows do Guns N' Roses

Retirado de cifraclubnews.com:

O roqueiro Axl Rose pode ser chamado de encrenqueiro, pouco sociável, egoísta, e de mais uma porção de coisas. No entanto, é inegável o fato de que ele é uma pessoa sagaz, persistente e convicta. Em entrevista ao site Ultimate Guitar, o produtor Kim Fowley revelou mais uma das peripécias do Mr. Rose.

Segundo Fowley, nos primórdios do Guns N’ Roses, Axl recebeu uma proposta de US$ 50 mil para deixar a banda. Por acreditar no potencial do grupo, o músico recusou a oferta. Fowley contou que foi procurado por um empresário, muito rico, que precisava de um vocalista promissor para integrar um novo grupo que estava formando. Ele apresentou Rose ao empresário, que ficou interessado em seu talento e o levou para conhecer os integrantes da banda.

Segundo Kim, em uma reunião, o produtor foi taxativo. “Ele disse que éramos geniais. Ele queria agenciar Axl e me queria como produtor. Ele ofereceu uma maleta com US$ 50 mil em dinheiro para Axl, que prontamente recusou a proposta dizendo: ‘Com todo respeito, senhor, seja lá quem você for, isso não é suficiente para os Guns N’ Roses, pois seremos muito maior do que isso. É uma perda de tempo. Vou dizer não educadamente e ir embora. Vou fazer muito mais grana do que isso já no nosso primeiro contrato’”, disse. Ainda de acordo com Fowlwy, Axl foi aplaudido por todos que estavam no local.

As previsões do vocalista estavam certas. Após o occorido, o Guns assinou um contrato no valor de US$ 75 mil, com a Geffen Records, e pouco depois tornou-se uma das bandas mais importantes da história do rock.

Na mesma época em que o Guns assinou com a Geffen, meados dos anos 1980, Kim Fowley surgiu como produtor da banda de hard rock Pretty Boy Floyd. […]

COMENTÁRIOS

Mensagens

COMPARTILHAR