Em entrevista, Steven Adler diz que só conversou 10 segundos com Axl; confira trechos

Retirado de whiplash.net:

Recentemente, o baterista Steven Adler concedeu uma entrevista para o Eddie Trunk.

Em um dos trechos, ele descreve como foi falar novamente com Axl Rose: “Falei com ele por apenas dez segundos, literalmente. A primeira noite que toquei em Cincinnati eu ganhei um aperto de mãos e um sorriso, e foi o suficiente pra mim. E então em Los Angeles eu lhe dei um pequeno abraço e apertei sua mão e disse que o amo e ele é foda e agradeci por me dar a oportunidade. E depois ele seguiu o caminho dele e eu fui fazer minhas coisas. Desde então estou curtindo aquilo. Ele é Axl Rose. Ele se entrega muito, transmite muito sentimento, é um monstro no palco, então precisa descansar pelo menos uma hora após os shows. E Slash e Duff são muito divertidos. Quando estivemos juntos nos ensaios o pessoal dizia que eu preciso aparecer mais, pois eles dão muitas risadas quando eu estou lá. Eu disse que adoraria, mas as coisas são como são”.

Confira outros trechos da entrevista:

– Ele viu Axl por uns dez segundos durante todos os shows que participou. Ele disse a Axl que o ama e o abraçou mas não teve tempo pra se reconectar de fato com Axl.

– Disse que Frank é um sujeito fantástico e um grande baterista, e ficou desapontado em estar do lado do palco vendo os caras tocando. Se sentiu desapontado de voar 15 mil milhas pra tocar apenas uma música na Argentina, onde fez um show solo privado de três horas de duração.

– Em 2 de janeiro de 2016, Slash e Duff mandaram mensagem pra Steven dizendo que queriam se encontrar com ele pra conversar. Steven foi até a casa de Duff e assinou um contrato apenas pra poder falar com eles (provavelmente foi um contrato se comprometendo a manter sigilo sobre a conversa).

– Em março ele foi ensaiar com a banda e no segundo dia sofreu uma lesão no ombro, tendo ficado fora por dez dias. Afirmou que estava pronto pra tocar no Troubadour, mas Duff disse para Steven que ele não iria tocar.

– Literalmente um dia antes do show de Cincinnati Duff lhe chamou e disse que era pra ele tocar em Cincinnati e Nashville.

– Steven disse que não seria a mesma coisa que era há 25 anos por Izzy não estar presente e tocar apenas 1-2 músicas era doloroso e partia seu coração. Richard é um grande sujeito e ele acha que Richard parece com Izzy.

– Austrália, Japão e Tailândia não lhe foram oferecidos. Ele disse que não voaria tanto pra tocar apenas algumas poucas músicas.

Steven Adler com o Guns N’ Roses em Los Angeles, em agosto de 2016

– Ele se sente muito melhor pois “encerrou o assunto” e agora pode seguir em frente.

– Steven perguntou se não poderia tocar mais uma música, mas eles negaram (aparentemente seria “Rocket Queen”).

– Ele disse que Fernando é um bom sujeito e espera que ele tenha boas ideias para os 30 anos do “Appetite” (lançado em 21 de julho de 1987). E foi Fernando quem fez um acerto financeiro com Steven.

– Ele conversou com Izzy, que não está envolvido pois quer fazer a coisa certa, com os cinco membros originais. Ou isso ou nada. Ele disse que Izzy é o cara mais legal que ele já conheceu e vai pedir pra Izzy falar com Eddie Trunk.

– Não se negaria a subir ao palco com o GNR novamente desde que seja feito da maneira certa, incluindo Izzy. Não se importaria de compartilhar o palco com Frank, mas quer tocar mais músicas.

– Teve um dia que pensou em puxar o Frank escada abaixo para tocar um show inteiro, mas jamais poderia fazer isto pois ele é um sujeito muito legal.

– O gerente de palco Tom Mayhue designou duas músicas para Steven. Ele só fez dois ensaios com a banda, na verdade apenas Duff e Slash, e foram as únicas vezes que ele interagiu com Melissa e Richard, que estão na banda pois Axl não quer ver ninguém. São duas pessoas muito legais e que ficam na deles.

– Não tem planos de excursionar com seu projeto Adler, pois está cansado de tocar em lugares pequenos. Mas se for chamado pra alguma banda estabelecida ele volta aos palcos.

COMENTÁRIOS

Mensagens

COMPARTILHAR